Carnaval 2016

DIVULGADO ÁUDIO COM MANIPULAÇÃO DE NOTAS DO CARNAVAL 'TEM QUE SER INTELIGENTE. EU NÃO POSSO PERDER A BOQUINHA'


O jornal EXTRA teve acesso e divulgou na edição deste sábado, trechos do áudio do jurado Fabiano Rocha, que julgaria Bateria no Grupo Especial em 2016. Segundo o jornal Extra, no áudio Fabiano revela a uma mulher ainda não identificada, como agiria para retirar décimos e prejudicar a pontuação do Salgueiro, Beija-Flor e Unidos da Tijuca. A fraude foi denunciada por Laíla, diretor de carnaval da Beija-Flor, dias após a apuração das notas.
A equipe do Extra procurou Fabiano e Laíla, mas os mesmos se negaram a dar entrevista afirmando que não poderiam se pronunciar, pois vão depor na segunda-feira na Delegacia que investiga o caso. 


Leia a transcrição do áudio revelada pelo jornal Extra:
“Em off, até por uma questão política e inteligente de me manter, é natural que as escolas que eu tirei ponto ano passado, eu dê uma moralzinha a mais, algumas de repente até com 10. E escolas que eu dei 10 ano passado... É um rodizio natural, possivelmente eu vou beliscar alguma coisinha esse ano. A não ser que venha muito foda, é muito possível que eu vá tirar da Beija-Flor, que eu vá tirar do Salgueiro, que vá tirar da Tijuca. É muito possível. É uma questão de política, de inteligência. Já sabendo que o esquema é assim, tem que ser inteligente. Eu não posso perder a boquinha, perder o network, por ideologia. Ideologia não paga conta, não”.

“O Salgueiro vai se f... Que que acontece? Tem muito crente na parada, e crente sabe que é um bicho radical, arbitrário, e o enredo não está favorecendo. Eles vão tomar pau numa porrada de coisa. Aquele negócio da Viviane Araújo... legal, bonito, bacana, mas a ‘crentaiada’ não desce na cabeça deles. Crente é uma raça que vai na igreja e quebra a imagem da Nossa Senhora e acha que está certo. Você acha que vai convencer crente do contrário?”

“Se eu quiser tirar um ‘decimozinho’, dois, dá para tirar. Perfeito não fica, cara. Se fosse assim, os discos de escola de samba, os CDs, seriam gravados com 200, 300 ritmistas. Como que são gravados? É um repique, um surdo, um surdo de segunda, de terceira, uma caixa de som. É assim que grava. Ali no meio da muvucada toda, tem sempre um tamborim que sobra, um chocalho que sobra, uma caixa desencontrada. É que a gente vê pelo todo. Lembra ano passado, que eu não ia dar 10 para o Salgueiro e acabei dando? Teve umas sobrinhas, teve um leve desencontro. Mas falei: ‘tudo bem, passou’. Ele chega com 10, mas nas primeiras passadas o 10 já vai indo embora. A gente dá 10 às vezes porque... não tem perfeito, o 10 é o que vai para o menos imperfeito, não tem muito o que inventar. Todas têm deficiência, um probleminha aqui, ali, todas tem.”

Sobre Portal do Samba

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.