Carnaval 2016

POR DENTRO DO DESFILE - BARRACÃO VILA ISABEL


"Lembro, quando menino,de ver o flagelo de perto, na minha terra natal.A miséria batia à minha porta: um povo sofrido me estendia as mãos, como pedinte. 
Eram filhos da seca vindos dos áridos sertões, que deixaram pelo caminho suas esperanças. Hoje seus cantos e danças "fervem" e tomarão a Passarela do Samba, com batuques soltos e sonoros, com maracatus de baques soltos e virados, nesta festa popular."
(Trecho retirado da sinopse Unidos de Vila Isabel)





Confira no vídeo as surpresas que a Vila Isabel vai levar para a avenida. O carnavalesco Alex de Souza conversou com o PORTAL DO SAMBA e revelou detalhes do desfile.



FANTASIAS



LETRA E SAMBA 



Compositores: Martinho da Vila, André Diniz, Mart'Nália, Arlindo Cruz e Leonel

Meus olhos ficavam rasos d'água
A seca minha alma castigava 
O sol queimava e rachava o chão
Até os carcarás sofriam no sertão
Cresci, sonhando renovar os sonhos
Revitalizar a vida
Que se equilibra sobre palafita
Dar pra gente tão sofrida
Dignidade e amor     
Acordei o campo pra haver justiça
Com o futuro Santo, fé nos ideais
Despertei o povo para um novo dia
Brotou esperança nos canaviais
Com ternura me chamavam Pai Arraia
Onde os arrecifes desenham a praia
Um sentimento no coração, no pensamento, soluções reais
Liberdade se conquista com educação
Juntei os artistas e intelectuais
Pra fazer a cartilha no cordel,              
Ensinar, abraçar a profissão
Buscando na arte a inspiração                 
Tão bom cantarolar, me emocionar, estar aqui
Pra ver na avenida, meu valor na mensageira Vila
Gente aguerrida que defende a tradição do seu lugar
Um movimento de cultura popular
Vem dançar o frevo e a ciranda
Silenciar jamais !!!
Tem maracatu na batucada
E o Galo da Madrugada misturando os carnavais

Sobre Portal do Samba

Tecnologia do Blogger.