Carnaval 2016

Carlinhos de Jesus vai desfilar na Estácio de Sá



Coreógrafo será destaque na última alegoria da escola

A Estácio de Sá convocou mais um soldado da imensa legião de São Jorge para o Carnaval 2016. Com o samba pulsando no coração e correndo nas veias, o coreógrafo Carlinhos de Jesus estará na Marquês de Sapucaí em 2016 defendendo as cores do Berço do Samba. Convidado pelo carnavalesco Chico Spinosa, Carlinhos, que é devoto fervoroso do santo guerreiro, reuniu-se com o autor do enredo “Salve Jorge! O Guerreiro na Fé” para conhecer um pouco mais do projeto que a vermelho e branco vai levar para a Passarela do Samba em 2016, quando abrirá os desfiles do Grupo Especial das escolas de samba do Rio de Janeiro.

 - Quando soube do enredo fiquei extasiado só de pensar em como essa história seria contada.  São Jorge é força, é garra e devoção. Então, veio um convite irrecusável do Chico (Spinosa) que, para mim, é referência  para o Carnaval, para a arte e para a cultura brasileira. Estou literalmente arrepiado por terem lembrado de mim para representar a devoção do sambista ao glorioso São Jorge, disse Carlinhos.

O encontro aconteceu na tarde desta quinta-feira. Em uma conversa descontraída, Chico Spinosa e Carlinhos de Jesus falaram um pouco da importância cultural do enredo em homenagem a São Jorge.

- Para mim foi uma alegria muito grande ter essa ideia aceita, e tão bem aceita por todos, desde a direção até o público em geral. Estamos preparando um Carnaval rico em emoção. Tenho certeza de que a Estácio vai fazer uma apresentação de gala na Sapucaí, diz Chico.

A ligação com a primeira escola de samba do Brasil e com o santo guerreiro é traço forte para Carlinhos de Jesus.

- Me aproximei muito mais da religiosidade e de São Jorge após a morte do meu filho (assassinado em 2013). Me conectei muito mais ao meu lado espiritual e posso dizer que sou devoto ferrenho, vou à alvorada, inclusive. Além disso, o enredo tem tudo a ver com o samba porque interfere na emoção popular. O Berço do Samba, lugar onde tenho amigos como o mestre Chuvisco, uma pessoa do bem, de alma leve, falar de São Jorge, padroeiro do sambista, popular e guerreiro é algo tão importante para a cultura que a reação será positiva em todas as vertentes, finalizou Carlinhos.

Durante o encontro, Chico Spinosa presenteou Carlinhos com um exemplar do livro "São Jorge, a saga do santo guerreiro". Lançado pela Editora Inspira, a publicação escrita por Marília Lamas reúne curiosidades, entrevistas inéditas e informações diversificadas em torno de um dos símbolos mais populares da cultura brasileira.

Sobre Portal do Samba

Tecnologia do Blogger.