Matérias Especiais

CARNAVALIA - CONVIDADOS INTERNACIONAIS FALAM SOBRE DIFERENTES FESTAS DE CARNAVAL PELO MUNDO

FOTO: ALEXANDRE ALCANTARA

O destaque principal no segundo dia da feira carnavalia-sanbacon foi para os responsáveis pelo carnaval internacional. Em debate, os representantes do carnaval de Nova Orleans, Londres e Tóquio, destacaram o ponto alto da festa do momo fora do Brasil e revelaram que seguem o modelo da folia carioca.

Nobuyuki Suwa, gerente do comitê do Asakusa Samba Carnival, apresentou o carnaval de Tókio que por incrível que pareça assemelha-se muito ao carnaval do Rio de Janeiro. Além de lembrar as alegorias e as cores das agremiações, é um dos maiores carnavais, e reúne 500 mil pessoas todos os anos, ficando apenas atrás do carnaval carioca.

Para Suwa, além das diversas semelhanças, Brasil e Japão tem a alma carnavalesca em comum. 
- Mantemos nosso carnaval vivo a 35 anos, e o motivo principal para isso, é o fato de termos a mesma alma que o povo brasileiro tem. O espirito festivo do Brasil também está presente no Japão.

O carnaval de Nova Orleans foi apresentado por Fred Goes, doutor em teoria literária da UFRJ. Fred destacou que o carnaval em Nova Orleans ainda é uma festa tímida e um pouco diferente da folia que conhecemos. O desfile carnavalesco assemelha-se as grandes paradas, como a parada do ano novo, com animação de bandas militares.

Richard Galbraith, diretor de carnaval de Notting Hill (Londres), mostrou que o carnaval no Reino Unido conta com grande participação de brasileiros, o que torna a festa ainda mais semelhante com a folia carioca. Das 60 agremiações que desfilam pelas ruas da cidade, três são compostas por integrantes e intérpretes brasileiros. Richard destacou ainda o apoio do governo que libera todo ano uma verba de 100 mil dólares para a realização da festa, entretanto o mesmo fiscaliza a destinação dos recursos.

- No Reino Unido tudo é mais difícil, tudo é mais caro. O governo não está interessado em liberar verba para as pessoas fazerem festinha na rua, o governo libera a verba para o povo produzir arte, destacou Richard.


Sobre Portal do Samba

Tecnologia do Blogger.