Acadêmicos do sossego

Acadêmicos do Sossego apresentará sinopse aos compositores no próximodia 18



O Acadêmicos do Sossego apresentará a sinopse do enredo "O Circo do Menino Passarinho" aos compositores no próximo dia 18 de junho, às 20 horas, no antigo Mercado Popular do Largo da Batalha, local onde a escola de Niterói ensaia. Na ocasião, os carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, que tiveram seus contratos renovados pela nova diretoria eleita no último dia 30 de abril para o quadriênio 2015/2019, farão a leitura da sinopse e explanação do tema aos interessados em participar da disputa do samba-enredo.


A nova diretoria do Acadêmicos do Sossego está representada pelo presidente Luiz Carlos Santos, o Mancha, e pelo vice-presidente Rafael Marques, que também ocupa o cargo de presidente do Conselho Fiscal da Liga Independente das Escolas de Samba da Série B (Liesb). Ambos convocam os compositores para que se inscrevam e participem da disputa democrática, que irá escolher o hino oficial de 2016.


Com "O Circo do Menino Passarinho", a azul e branca homenageará o centenário do poeta Manoel de Barros a partir de imagens que misturam o universo circense (metáfora da vida) e a natureza do Pantanal, tema recorrente na obra do autor, nascido em Cuiabá, em 19 de dezembro de 1916.
Segundo Manoel de Barros, a "matéria de poesia" pode ser extraída das menores e mais "desimportantes" coisas, inclusive do "nada" (tanto que escreveu um "Livro sobre nada", em 1996). O curioso olhar infantil sobre a natureza permeia a obra do autor desde os primeiros
escritos, alcançando nos livros infantis, como "O fazedor de amanhecer" (2001) e "Cantigas por um passarinho à toa" (2003), expressões de rara beleza e sensibilidade. Fala o poeta em "aprender o idioma das árvores", "saber as canções do vento nas folhas da tarde" e "apalpar os perfumes do sol".
De acordo com os carnavalescos, a escola vai explorar este universo ao mesmo tempo infantil e atemporal, regional e cosmológico. "O azul aparece em dezenas de poemas de Manoel de Barros, assim como o branco das garças, um dos mais importantes símbolos da poética dele. O visual da escola seguirá essas sutilezas", explicou Gabriel Haddad. Sobre a opção pelo circo, os carnavalesco disseram ainda que o mundo circense, lúdico e misterioso, muito fascinava o poeta, que escreveu, em "Poeminha em língua de brincar" (2007): "Aprendera no Circo, há idos, que a palavra tem que chegar ao grau de brinquedo para ser séria de rir".


"É como se o circo ensinasse que para fazer boa poesia é preciso brincar com as palavras, como é preciso brincar com as cores, os corpos e as formas quando fazemos carnaval. Ele mesmo escreveu que "brincava com as palavras como brincava de carnaval", misturando
pássaros e palhaços, pierrôs e animais selvagens, celebrando os saltos e as cambalhotas da vida, enfim. Queremos brincar muito e confiamos na poesia para disputar o título. Será um grande circo da natureza", ressaltou o carnavalesco Haddad.


O Acadêmicos do Sossego será a décima escola a desfilar pela Série B da Liesb, no Carnaval de 2016, na Estrada Intendente Magalhães.

Serviço:
G. R. E. S. Acadêmicos do Sossego
Entrega da sinopse: quinta-feira, 18 de junho
Horário: 20 horas
Local: Antigo Mercado Popular do Largo da Batalha, Largo da Batalha,
Niterói

Sobre Portal do Samba

Tecnologia do Blogger.