Carnaval 2016

LIESB organizará carnaval da Série B do Rio de Janeiro




As escolas de samba da Série B do Rio de Janeiro serão administradas pela Liga Independente das Escolas de Samba da Série B (LIESB).  Recém-criada, a liga conta com o apoio da Riotur, que já foi comunicada, e aprovação da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIERJ).  

Para comandar a LIESB, de 2015 a 2019, foram eleitos Heitor Fernandes (ex-presidente da Em Cima da Hora) como presidente, e Leandro Azevedo (atual diretor de carnaval da Unidos do Cabuçu) como vice-presidente. Eles terão a responsabilidade de organizar os desfiles da série no próximo ano. A nova diretoria já foi empossada e será conhecida nos próximos dias.

A nova entidade, cuja sede fica na Rua Sacadura Cabral, 120, Praça Mauá, contou com aprovação e apoio de 12 escolas das 15 existentes: Unidos de Lucas, Unidos do Cabuçu, Unidos da Ponte, Acadêmicos do Engenho da Rainha, Leão de Nova Iguaçu, Em Cima da Hora, Acadêmicos do Sossego, Unidos de Bangu, Unidos do Jacarezinho, Arranco do Engenho de Dentro, Mocidade Unida da Santa Marta e Arame de Ricardo.

O presidente Heitor Fernandes reforçou a importância da fundação de uma liga que fortaleça as escolas da Série B em termos de estrutura, ressaltando que vai lutar para que as agremiações voltem a desfilar na Marquês de Sapucaí.  Os presidentes das escolas filiadas estão convocados para a reunião que será realizada na próxima quinta-feira, dia 14 de maio, às 20 horas, cuja pauta vai definir a data de sorteio dos desfiles de 2016.

“A liga vai correr atrás de objetivos importantes para o desfile do grupo. Vamos lutar para que possamos voltar à Sapucaí, realizando os desfiles na terça-feira de carnaval. Já comunicamos à Riotur e temos aprovação da LIERJ. Nosso próximo passo será definir a data do sorteio dos desfiles e, posteriormente, a aprovação do regulamento do carnaval de 2016. Queremos fortalecer o grupo para buscarmos reforços e parcerias com entidades e órgãos públicos, com transparência, disciplina e credibilidade. As três escolas que não se filiaram ainda terão tempo, pois nossas portas estão abertas”, esclareceu.

O vice-presidente Leandro Azevedo, por sua vez, disse que a nova liga surgiu para atender as necessidades das agremiações da Série B, a fim de estreitar a parceria com o poder público. “As principais virtudes da liga serão a lisura e a transparência na administração da entidade. É um desafio novo de dar credibilidade ao grupo, lembrando sempre que o samba está acima de tudo e de qualquer interesse. Com essa filosofia de trabalho, tenho certeza que vamos galgar caminhos maiores para as escolas da Série B”, enalteceu Leandro.

Sobre Portal do Samba

Tecnologia do Blogger.