POR DENTRO DO DESFILE - UNIDOS DO VIRADOURO



"NAS VEIAS DO BRASIL, É A VIRADOURO EM UM DIA DE GRAÇA"

Este enredo para o desfile da unidos do Viradouro 2105 é baseado em dois sambas
De autoria do imortal poeta negro Luiz Carlos da Vila, 
Ele próprio, Luiz Carlos, um exemplo clássico da perspicácia e sabedoria populares sofisticadas
Que nos restaram como sagrada herança desse ébano vitorioso. E se não fossem os negros? Por certo, o Brasil seria outro...
Viradouro brada atitude e muda a estratégia da camélia abolicionista:
É mediadora na superação do ressentimento,
Ao assumir na escolha das obras do excepcional sambista
A beleza de ser miscigenado,
O que transformou o Brasil em terra que nunca anda só.
A vitória é a reconciliação; a ousadia é viver em paz!

(Trecho - Sinopse Unidos do Viradouro)

ENTENDA O DESFILE

A Viradouro promete levar para a avenida uma África diferente de todas que já vistas em antigos desfiles, uma África leve, cheia de cores e sem sofrimento.

- A Viradouro será a primeira a passar pela Sapucaí, só pelo fato de sermos a primeira a entrar, não estaremos repetindo enredo de ninguém. Posso garantir que a África que a Viradouro vai levar para a Sapucaí, é uma África diferente de todas que já passaram e que vão passar no ano de 2015 na avenida. Disse o carnavalesco João Vitor em conversa com a nossa equipe.

Em uma breve explanação joão Vitor explica como serão divididos os setores no desfile na Viradouro.

-Começamos no setor 1 falando da África mãe. Já o setor 2 se trata da chegada dos negros no Brasil, o respeito ao céu a terra e ao mar, em seguida o terceiro setor mostra a união do negro e o índio em busca da liberdade, depois a escola mostra as danças e os jogos, vamos mostrar os momento de descontração dos negros. Quando eles se sentiam distante de suas terras, cantavam e dançavam para se sentirem mais próximos. No quinto setor mostramos a cura, e encerramos com o setor chamado "Pra ser muito mais Brasil", será um setor de agradecimento a tudo que os negros fizeram pelo nosso país.


FANTASIAS




BARRACÃO



*Foto: Rodrigo Trindade


ASSISTA O CLIPE 2015



LETRA E SAMBA

Nas Veias do Brasil, É a Viradouro em Um Dia de Graça



Os negros
Trazidos lá do além-mar
Vieram para espalhar
Suas coisas transcendentais
Respeito
Ao céu, a terra e ao mar
Ao índio veio juntar
O amor, à liberdade

A força de um baobá
Tanta luz no pensar
Veio de lá a criatividade

Em cada palma de mão,
Cada palmo de chão
Semente de felicidade
O fim de toda a opressão,
O cantar com emoção
Raiou a liberdade
Tantos o preto velho já curou
E a mãe preta amamentou
Tem alma negra o povo
Os sonhos tirados do fogão
A magia da canção
O carnaval é fogo

O samba corre
Nas veias dessa pátria - mãe gentil
É preciso atitude
De assumir a negritude
Pra ser muito mais brasil







Sobre Portal do Samba

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.