POR DENTRO DO DESFILE - PORTELA - Portal do Samba

Últimas Postagens

04/02/2013

POR DENTRO DO DESFILE - PORTELA




A Portela é a sexta escola a passar pela série
POR DENTRO DO DESFILE

O PORTAL DO SAMBA RJ conta todos os detalhes e segredos que a azul e branca de Madureira vai levar para a Sapucaí.









                             PORTELA



           " Madureira...
            onde meu coração se deixou levar"



" Meu coração tem mania de amor ..." E que amor é esse que me conquista a cada dia? que amor é esse que move toda essa gente? De onde vem isso tudo e como essa história começou? E é isso que vou descobrir. E assim com a alma aquecida de emoções, lá fui eu para Madureira, de trem, cantando samba, assim como Paulo Benjamim de Oliveira fazia há varias décadas."




FICHA TÉCNICA



O BARRACÃO











UM POUCO DO DESFILE

Menezes conta que o desfile começa com Paulinho da Viola tentando entender o que é o amor que ele sente pela Portela e mergulha fundo na história de Madureira. O desfile começa lembrando o campeonato de 1907, com o enredo “Lendas e mistérios da Amazônia”. A águia, símbolo da escola, estará neste setor.

O segundo setor do desfile conta a formação histórica do bairro, com suas fazendas e canaviais. Logo depois, entra o setor da formação religiosa, que mistura festas católicas e do candomblé e traz elementos característicos como o jongo.

O quarto setor vai retratar o desenvolvimento econômico e comercial do bairro. Mostra a chegada do trem a Madureira e dos imigrantes árabes e judeus, dos italianos e da única fábrica de massas e biscoitos da região. É também o setor onde o Mercadão de Madureira será destacado não só como grande pólo comercial como também atração turística.

O lado cultural de Madureira, com gafieiras, os bailes charm embaixo do Viaduto Negrão de Lima, o movimento da black music e os campeonatos esportivos, como o basquete de rua, realizados no local vão estar no quinto setor do desfile.

Já o carnaval de rua, com os famosos blocos de piranhas da região, estará no sexto setor. Além de destacar o samba da Portela, Menezes vai fazer uma homenagem a coirmã Império Serrano. Estarão presentes o compositor Arlindo Cruz, Dona Ivone Lara, Jorginho do Império e Tia Maria, do jongo da Serrinha.

O encerramento do desfile mostra quando Madureira vira inspiração para várias músicas. Ou seja, termina com Paulinho da Viola chegando à Sapucaí inspirado por Madureira, junto com a Velha Guarda da Portela.

SAMBA-ENREDO



Enredo: "Madureira... onde o meu coração se deixou levar"
Compositores: Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, Toninho Nascimento e André do Posto 7

E lá vou eu cantando com a minha viola
O amor tem seus mistérios
Por onde me deixo levar                     
Iaiá
Nossa história começa por lá
No engenho da fazenda
Dos cantos de "canaviá"

Bate o sino da capela
Oi ... que é dia de santo, sinhá
Tem mironga de jongueiro
O tambor me chamou pra dançar

Tempo rodou na roda do trem e veio
A inspiração do partideiro
Que versou no Mercadão
Foi nesse chão                                           
Que a estrela brilhou no tablado
O "Madura" pisou no gramado
O malandro charmoso dançou
No pagode com outro gingado
Quando o bloco chegou
Agitou o suingue do black
E a nega baiana girou

Cai na folia, sem grilo, meu bem vem na fé
Na ilusão da fantasia
Vai como pode quem quer

Surgiu a Serrinha imperial
Em outros caminhos para o mesmo ritual
Portela, meu orgulho suburbano
Traz os poetas soberanos nesse trem para cantar
Que Madureira é muito mais do que um lugar
É a capital de um sonho que me faz sambar

Abre a roda, chegou Madureira
A poeira já vai levantar
O batuque ginga ioiô
Ginga iaiá

Nenhum comentário:

Postar um comentário